Depressão Pós-parto

A Depressão Pós-parto é uma forma de depressão que afeta mulheres após terem dado a luz a um bebê.

A depressão pós-parto tem as mesmas características de uma depressão normal, ou seja, a pessoa sente uma tristeza muito grande de caráter prolongado, com perda de auto-estima, perda de motivação pela vida, podendo até mesmo tentar o suicídio. Em casos mais graves de depressão pós-parto, algumas mulheres apresentam tendência ao abandono do recém-nascido ou mesmo ao seu extermínio.

Fisicamente, sintomas como alterações gastroinstestinais, com ressecamento de boca, de intestino, dores de cabeça, insônias podem ser indícios de uma depressão. Para ser considerado depressão pós-parto é necessário que ela ocorra até o sexto mês após o parto. Essa depressão pode ser prolongada e normalmente necessitar de acompanhamento terapêutico.

Estima-se que cerca de 60% das novas mães passam por uma forte melancolia após o parto conhecida internacionalmente como baby blues. No Brasil, cerca de 40% desenvolvem depressão sendo que 10% apresentem a sua forma mais severa. Recomenda-se que uma psicoterapia seja iniciada o mais rápido possível. É comum que pais também tenham sintomas de depressão em 25,5% dos casos.

Há três tipos de depressão pós-parto:

A tristeza materna acontece em muitas mulheres nos dias seguintes ao nascimento do bebê. A mãe pode ter mudanças súbitas de humor, como sentir-se muito feliz e depois muito triste. Ela pode chorar sem nenhuma razão e ficar impaciente, irritada, agoniada, ansiosa, solitária e triste. A tristeza materna pode durar apenas algumas horas ou até 1 ou 2 semanas depois do parto. Tristeza materna nem sempre requer tratamento médico. Geralmente ajuda entrar em um grupo de suporte ou conversar com outras mães.

Depressão pós-parto pode acontecer por alguns dias até meses depois do parto de qualquer bebê, não só do primeiro. A mulher pode ter sentimentos similares ao da tristeza materna – tristeza, ansiedade, irritabilidade – porém são muito mais fortes. A depressão pós-parto geralmente impede a mulher de fazer coisas que precisa no dia-a-dia. Quando a vida normal da mulher é afetada, é um sinal certo que ela deve procurar logo ajuda profissional. Se a mulher não obtiver tratamento para a depressão pós-parto, os sintomas podem piorar e durar até um ano. Ainda que a depressão pós-parto seja uma condição séria, pode ser tratada com psicoterapia.

Psicose pós-parto é uma doença mental muito séria. Ela pode acontecer rapidamente, geralmente nos três primeiros meses depois do parto. A mulher pode perder contato com a realidade, geralmente tendo alucinações sonoras. Alucinações visuais são menos comuns. Outros sintomas incluem insônia, agitação, raiva, e comportamento e sentimentos estranhos. Mulheres que sofrem de psicose pós-parto precisam de tratamento imediato e quase sempre necessitam de medicamentos. Algumas vezes a mulher é internada em hospital porque está sob o risco de machucar os outros e a si mesma.

Quais os sintomas da Depressão Pós-parto?

Alguns dos sintomas mais comuns da Depressão Pós-parto são:

  • Desesperança;
  • Baixa auto-estima;
  • Culpa;
  • Cansaço e falta de energia;
  • Baixa auto-estima;
  • Aumento na ansiedade;
  • Irritabilidade;
  • Sentimento de incompetência;
  • Isolamento social;
  • Sentir-se inquieta ou irritada;
  • Sentir tristeza, depressão ou chorar muito;
  • Ter dor de cabeça, dor no peito, palpitações no coração, falta de sensibilidade ou hiperventilação (respiração rápida e superficial);
  • Não ser capaz de dormir, muito cansaço, ou ambos;
  • Perda de peso e não ser capaz de comer;
  • Comer demais e ganho de peso;
  • Problema de concentração, falta de memória e dificuldade de tomar decisões;
  • Ficar exageradamente preocupada com o bebê;
  • Sentimento de culpa e inutilidade;
  • Ficar com medo de machucar o bebê ou a si mesma;
  • Falta de interesse em atividades prazerosas, incluindo o sexo.

Como é o tratamento da Depressão Pós-parto?

É importante saber que a depressão pós-parto tem tratamento. O tipo de tratamento depende do quanto severa é a depressão pós-parto. A depressão pós-parto pode ser tratada com medicação (anti-depressivos) e psicoterapia. A terapia cognitivo-comportamental e a terapia analítico-comportamental demoram por volta de 6 meses. Mulheres com depressão pós-parto geralmente são aconselhadas a entrar em grupo de suporte para conversar com outras mulheres que estão passando pela mesma experiência. Se a mulher estiver amamentando, ela precisa conversar com seu médico sobre o uso de anti-depressivos, já que alguns desses medicamentos podem afetar o leite materno e não devem ser usados. Uma alimentação adequada, rica em Omega 3 e sais minerais, e exercícios também são importantes para melhorar o humor e a saúde em geral.

Quer experimentar um Tratamento para Depressão natural, sem contra-indicações e sem efeitos colaterais? Então CLIQUE AQUI e assista este video que poderá transformar a sua vida.

Este artigo lhe foi útil? Então CurtaComenteCompartilhe e Vote logo abaixo.
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading ... Loading ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>